Atividades Físicas ajudam no tratamento contra a Dependência Química

Atividades Físicas ajudam no tratamento contra a Dependência Química

Já foi citado um pouco da doença do comportamento adictivo, do tratamento da dependência com ajuda de psicoterapia e através da prática do uso de medicamentos psicotrópicos, entretanto há também outro meio que é a se realmente as atividades físicas ajudam no tratamento contra a dependência química.

Antes mesmo de confirmarmos tais fatos, vamos deixar claro que a dependência química é um conjunto de práticas, onde certos comportamentos obsessivos e compulsivos que tem como principal fator suprir as fragilidades emocionais do indivíduo, estão sim aliados ao consumo de entorpecentes ou narcóticos. Além do mais, o uso da substância faz alterações significantes nos processos químicos do cérebro, o que faz com que a pessoa tenha uma dependência da substância, daí o termo dependência química

Independente do tipo de droga adicção, seja ela por narcóticos estimulantes ou por outros depressores, e dependendo da zona de atuação desses compostos no cérebro, há uma mudança na rotina e no ritmo circadiano desse órgão. Juntamente com essa alteração, a produção dos hormônios importantes e que atuam em diversas partes importantes do organismo, ficam desreguladas.

Além do mais, no quesito drogas depressoras, como visto anteriormente em outros artigos do Grupo Braços Abertos, há uma séria desregulação de compostos químicos que estão ligados ao sistema nervoso central. Geralmente utiliza de substâncias que atuam nessa área, é de altíssimo risco e pode acarretar em problemas futuros graves.

Como visto, tudo interfere no funcionamento do corpo humano, desde a alimentação como a ingestão de substâncias que aparentemente trazem prazer, mas que são nocivas à nossa vivência. Sendo assim, somos uma grande máquina em que todas as ligações químicas que o nosso cérebro faz, interagem de maneira imperceptível mas que, são essenciais para nossa sobrevivência. Estimular esses processos através da prática de atividades físicas ajudam no tratamento contra a dependência química.

Dentro de uma Instituição.

Dentro de uma clínica de recuperação para dependentes químicos, o tratamento tem como suas bases, uma alimentação adequada, atividades que gerem respeito e dignidade como laborterapia e reuniões de grupo, atividades físicas e de lazer, terapia ocupacional e psicoterapia. Sendo assim, a clínica de recuperação faz um trabalho de resgate do intelecto da pessoa, que normalmente é perdido para o composto..

O indivíduo é tão acostumado com a substância e como realizar os meios necessŕaios para consegui-la, que acaba por esquecer como é a vida com responsabilidades e principalmente com dignidade. O desejo é tão grande que normalmente há uma quebra no caráter, justamente se sujeitando a fazer tudo para adquirir a droga de escolha.

Esse resgate não acontece em dias, ou semanas, leva-se meses. Não há como citar efetivamente um jeito simples e universal para curar a dependência química. Como é uma doença que atinge pessoas, e que cada uma é um único indivíduo, o tratamento em partes é comum a todos, mas cada um tem seus gatilhos diferentes que levam ao consumo. Então cada enfrentamento é diferente, apesar de um tratamento básico universal, na psicoterapia e no quesito recurso medicamentoso o tratamento é individual.

 

O que acontece no seu cérebro quando se pratica exercício físico?

Você já parou para pensar o que acontece com o seu organismo quando pratica atividade física? Não vamos pensar apenas em como o seu corpo fica bonito ao longo do processo, isso é apenas um resultado de muito esforço. Mas pensando no lado químico, falamos tanto de dependência química, mas e a química do exercício físico?

“Corpo Saudável, mente saudável” é assim que uma matéria publicada pela Revista Galileu se refere à necessidade da prática de exercícios físicos. Estamos tão acostumados com as facilidades tecnológicas dos dias atuais que sequer precisamos realizar muito esforço para fazer quase nada. Estamos nos tornando tecnologicamente avançados e fisicamente sedentários.

Além do mais em uma outra matéria publicada pelo Dr. Drauzio Varella, ele afirma que nosso cérebro humano foi formulado numa época de miséria, ou seja, justamente quando nossos ancestrais realizavam seus banquetes – justamente porque não era sempre que conseguiam comida – havia uma tendência do organismo de ficar parado, ou seja, poupando energia.

Em outra matéria interessante postada no site da Veja Saúde, a prática de exercícios físicos é tão benéfica para o corpo tanto quanto para a massa cinzenta. Além do mais, segundo a pesquisa citada na matéria, a atividade física ajuda no desempenho cognitivo em 35 por cento e diminui em mais de 50 por cento no desenvolvimento do Alzheimer.

Quando você pratica atividade física há um “boom no seu organismo de um monte de hormônios indispensáveis. É como se você realizasse a manutenção do seu corpo através desta prática. Praticar exercícios físicos e ter uma rica alimentação significa engraxar a “máquina do organismo” ao ponto de ter o máximo desempenho em todas as áreas. E como consequência aquele tanquinho básico pro final de ano.

Grupo Braços Abertos e as Atividades Físicas

Aqui não tem moleza não, quando o quesito é tratamento da dependência química. O mais importante é que, enquanto o dependente químico estiver dentro de nossas instituições e sobre nossos cuidados, o tratamento seja realizado com o máximo de eficiência e eficácia. Questões de práticas de atividades saudáveis e de atividades que tragam responsabilidades (laborterapia e grupos de apoio) serão exigidas todos os dias.

Sendo assim, não damos descanso à doença do comportamento adictivo. Somos enfáticos com relação aos tratamentos e com nossa equipe de apoio altamente especializada, fazemos o melhor a cada dia. Não é à toa que temos as mais altas taxas de adesão ao tratamento no mercado.

Sempre estamos nos atualizando diariamente para poder atender cada vez mais com qualidade necessária para o tipo de tratamento individual. Sabemos da especificidade do tratamento e que cada um tem o seu tempo dentro do procedimento de recuperação.

Portanto, como justificativa se as atividades físicas ajudam no tratamento contra a dependência química, nossa equipe salienta que sim. A necessidade tanto dentro da instituição quanto no tratamento pós internação. Recorrer às academias ou às quadras de jogos fora das clínicas, é uma ótima ideia quando se trata de recuperação.