O que é uma overdose?

O que é uma overdose

O que é uma overdose?

Um conjunto de efeitos nocivos para o organismo causado pelo consumo obsessivo, compulsivo e sem controle de substâncias psicoativas independente de licitude caracterizam o que é uma overdose. Deste modo o Grupo Braços Abertos em conjunto com o Ache Aqui Clínicas disponibiliza dados sobre a overdose, o que levam essas pessoas a essa prática, como evitá-las e a recuperação de pacientes que estão consumindo narcóticos descontroladamente.

Uma matéria publicada pelo portal G1 em 2018 aponta que, das 450 mil mortes relacionadas ao consumo de substâncias psicoativas no mundo em 2015, em torno de 167.750 ocorreu diretamente por conta da overdose. Outras mortes estão associadas a doenças como a hepatite C e HIV adiquiridas por conta de sexo sem proteção e agulhas.

A cocaína é uma das drogas que mais se dissemina no mundo, com um agravante, as altas taxas de dependência. Assim, o vício na substância evolui rapidamente e faz com que pessoas se tornem dependentes E que tenham problemas crônicos como o consumo abusivo ao ponto de correr riscos e a overdose.

Acelerar os batimentos cardíacos rapidamente e por longos períodos, pode também desencadear o risco de infarte e derrame. Conjuntamente, o dependente quer manter a sensação de prazer, fazendo com que o risco de overdose por consumo excessivo da droga ocorra.

Com a cocaína mais barata do mundo sendo comercializada no Brasil, o aumento de problemas de saúde relacionados ao consumo da droga é evidente,e quem banca essa conta é o SUS. Taquicardia, pressão alta, suor excessivo e perda de consciência, podem ser estes sinais de que a pessoa está iminência de uma overdose.

Outro problema grave é a overdose por conta de intoxicação medicamentosa. Sabemos que por trás da felicidade do brasileiro, há um medicamento tarja preta. O Brasil é o maior consumidor de tarja preta do mundo, e muitas pessoas que ao longo do uso contínuo desenvolvem a tolerância medicamentosa, correm o risco de overdose, assim como nas drogas ilícitas.

Um exemplo fácil de lembrar é a morte de Michael Jackson por conta do consumo excessivo de medicamentos. Seu vício era tão forte que a estrela do pop consumia, em curto períodos, uma série de tranquilizantes e analgésicos.

O que leva pessoas a terem overdose?

Mais importante do que saber o que é uma overdose é entender o que leva pessoas a terem overdose? Independentemente do uso de qualquer substância psicoativa, vale ressaltar que nosso organismo, tem uma tolerância. Está neste processo a questão primordial de tudo.

Por exemplo, em casos de drogas ilícitas com alta potência no cérebro e grandes taxas de dependência, quando o usuário as consome, a sensação de prazer é imediata. Contudo, o cérebro guarda aquele estímulo o que faz com que o usuário procure novamente aquela sensação.

Mesmo com a mesma dose, ele não terá a mesma sensação. Como os processos químicos do cérebro já compreenderam o prazer, então, quando ele fizer o mesmo processo que estimula essa mesma região, menor será a intensidade. Assim, para ter mais efeito, o usuário compensa aumentando a dose.

Deste modo, há um aumento progressivo do consumo, se instalando um ciclo de dependência. Um exemplo fácil de compreender: uma pessoa que usa cocaína esporadicamente, começa a ter certa recorrência como todos os finais de semana. Assim, quando se dá conta, a pessoa já está consumindo todos os dias e não consegue mais parar.

Quanto aos medicamentos, não muito diferente das drogas, atuam em certas áreas do cérebro ou do organismo da mesma forma que os narcóticos. Os benzodiazepínicos são medicamentos utilizados para a depressão, ansiedade crônica, bipolaridade e até déficit de atenção. Desta forma, a pessoa com a mesma dinâmica da tolerância, pode aumentar suas doses.

Um artigo do Projetos Terapêuticos sobre a realidade dos tarja preta demonstra que os exames toxicológicos realizados em autópsias de figuras públicas, apontam que a grande maioria que tiveram morte súbita ou inesperada com suspeita de suícidio, continham altas doses de medicamentos de cunho psiquiátrico.

Além do mais, o que é uma overdose propriamente dita? Como é a morte por overdose? A Superinteressante publicou uma matéria sobre esta questão e deu o exemplo que os sedativos diminuem os impulsos nervosos, frequência respiratória e cardíaca, pressão arterial e a temperatura corporal. Podendo levar a indivíduos a terem edema pulmonar, queda e asfixia. No casos de estimulantes há risco de AVC, infarto ou derrame.

Como evitar uma overdose

Agora que você sabe o que é uma overdose, o que levam os indivíduos a esse processo e quais as substâncias envolvidas, conhecer os métodos de como evitar uma overdose é importante para salvar a vida de uma pessoa. Contudo, vamos dividir esse último em duas etapas.

  • SUBSTÂNCIAS LÍCITAS

Quanto aos medicamentos, é interessante saber que há a necessidade de intervenção clínica por parte de um médico. Antes de parar de tomar medicação abruptamente, é necessário a ciência desse profissional.

Além do mais, há o processo de redução contínua, onde ao longo, o paciente vai diminuindo a substância até zerar o seu consumo. Caso o paciente tome medicamentos prescritos por um psiquiatra, recorrer a outro do gênero que não cause o mesmo grau de dependência, é interessante.

Com o álcool e o cigarro de tabaco, ambos drogas mas lícitas, o importante é fazer um programa de redução de danos. Caso a dependência seja forte, realizar o tratamento em uma clínica de reabilitação pode auxiliar.

  • SUBSTÂNCIAS ILÍCITAS

Quanto aos narcóticos como crack, cocaína, LSD, maconha, Ecstasy e derivados o importante é interromper o uso imediatamente. Há pacientes que conseguem ao longo das semanas voltar ao normal, porém há indivíduos que possuem um grau de dependência elevado, e necessitam de tratamento dentro de um hospital psiquiátrico ou clínica.

A recuperação para usuários de drogas evitarem correr o risco de overdose

Quando o assunto são os narcóticos, não se pode pensar em redução de danos já que a recuperação para usuários de drogas evitarem correr o risco de overdose deve ser realizada imediatamente tirando a substância e recorrendo ao recurso terapêutico.

Em casos crônicos onde o paciente já faz uso da substância por muitos anos, é imprescindível o papel da família neste auxílio. A melhor maneira de realizar o tratamento é propiciar a internação no Grupo Braços Abertos, então, entre em contato.

AUTOR: Renan Rugolo Ré

AUTOR: Renan Rugolo Ré

Analista de Conteúdo | Desenvolvimento SEO on/off page

Artigos Relacionados

Contato

Últimas Notícias

Cidades

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Rolar para cima