Vício em clonazepam: da medicação à dependência, como se livrar?

vicio em clonazepam

Vanessa, uma professora dedicada de 34 anos, nunca imaginou que por conta da correria do dia-dia iria desenvolver ansiedade.

Foram anos sofrendo e, na busca por alívio da ansiedade, a levaria para um caminho tão triste.

Há dois anos, diante de um período particularmente estressante em sua vida, ela foi diagnosticada com transtorno de ansiedade generalizada, o famoso TAG.

Seu médico prescreveu clonazepam (famoso Rivotril), um calmante que prometia ajudá-la a recuperar o controle de suas emoções e garantir noites de sono tranquilas.

No início, o remédio foi um alívio. Vanessa sentia-se mais calma, mais estável e o sono nunca havia sido tão reparador. 

No entanto, com o passar do tempo, ela começou a perceber que o vício em clonazepam estava crescendo e que se não aumentasse a dose, não dormia. 

Sem o clonazepam, Vanessa encontrava-se em uma montanha-russa emocional, enfrentando insônia e irritabilidade que pareciam piores do que antes de começar o tratamento.

Determinada a não ser refém dessa situação, Vanessa percebeu que precisava de ajuda. Ela estava prestes a enfrentar um desafio ainda maior: a busca por autonomia sobre sua saúde e bem-estar. 

Esta é a história de como ela começou a retomar o controle de sua vida, consciente de que o caminho para a recuperação poderia ser tão turbulento quanto a própria ansiedade.

O caso de Vanessa não é o único, é um entre milhões de pessoas que sofrem com a dependência de Rivotril, alprazolam entre outros no Brasil.

Tarja preta no Brasil

O Brasil se destaca mundialmente no consumo de medicamentos psicotrópicos, sendo um dos líderes na utilização de ansiolíticos de tarja preta, como o clonazepam. 

Além do mais, o vício em clonazepam tornou-se uma preocupação crescente, afetando indivíduos que, apesar de utilizarem a medicação por prescrição médica, encontram-se em uma condição de dependência que pode comprometer significativamente sua qualidade de vida.

Avaliação médica: primeiro passo para se livrar do vício em clonazepam

Se você está usando clonazepam e sente uma crescente dependência, é crucial retornar ao médico para uma nova avaliação

O uso prolongado de clonazepam pode levar ao desenvolvimento de tolerância e dependência física e psicológica. 

Por isso, é essencial que o tratamento seja constantemente avaliado por um profissional de saúde. 

Além disso, o médico poderá ajustar a dose ou sugerir alternativas terapêuticas mais seguras e eficazes para o seu caso específico, minimizando os riscos de efeitos colaterais e dependência.

Leia também: Abstinência cocaína e sintomas mais comuns em 5 min de leitura

Outras estratégias importantes a serem adotadas

Uma vez reavaliada a necessidade do uso de clonazepam com seu médico, o próximo passo é seguir rigorosamente o plano de tratamento proposto. 

Isso pode incluir a redução gradual da dosagem, a substituição por outro medicamento menos propenso a causar dependência, ou a integração de terapias complementares como psicoterapia, atividades físicas e técnicas de relaxamento.

Manter uma comunicação aberta com o médico e relatar quaisquer efeitos adversos ou dificuldades durante o ajuste da medicação é fundamental para o sucesso do tratamento.

Uma breve conclusão sobre o vício em clonazepam

O vício em clonazepam é uma condição séria que exige atenção e cuidados médicos adequados. 

Reconhecer a dependência e procurar ajuda profissional são os primeiros passos para recuperar o controle sobre sua saúde e bem-estar. 

Lembre-se de que a recuperação é um processo contínuo e que o apoio médico é indispensável.

Bônus e dicas: melhorando a qualidade de vida

  • Para melhorar a qualidade de vida enquanto reduz o uso de calmantes, considere adotar hábitos de vida mais saudáveis:
  • Atividade Física: O exercício regular ajuda a reduzir a ansiedade e a melhorar o humor.
  • Técnicas de Relaxamento: Práticas como meditação, yoga ou técnicas de respiração profunda podem ser extremamente benéficas.
  • Dieta Balanceada: Uma alimentação saudável contribui para um melhor equilíbrio mental.
  • Suporte Social: Compartilhar suas experiências e desafios com amigos, familiares ou grupos de apoio pode proporcionar conforto e incentivo.
  • Implementando essas estratégias, é possível não apenas lidar com a dependência de clonazepam, mas também alcançar um estado de bem-estar mais integral e duradouro.

Lute contra a dependência química ou farmacodependência com o apoio do Grupo Braços Abertos. Nossa equipe está pronta para ajudar você a recuperar o controle de sua vida. Clique aqui para falar conosco e começar sua jornada de recuperação.

 

AUTOR: Renan Rugolo Ré

AUTOR: Renan Rugolo Ré

Analista de Conteúdo | Desenvolvimento SEO on/off page

Artigos Relacionados

Contato

Últimas Notícias

Cidades

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Rolar para cima