Sintomas da ansiedade: tudo o que você precisa saber para se tratar

Sintomas da ansiedade

Os sintomas de ansiedade assim como outros disturbios relacionados a esse tema nunca ficaram tão em alta recentemente. 

Ano após ano o mundo está mais ansioso devido inúmeros fatores como aumento no índice de informação, tempo de uso de aparelhos eletrônicos, disturbios mentais e competitividade

Além disso, os problemas sociais como drogas, pobreza, instabilidade política, incerteza economica e outros também contribuem para que a ansiedade se torne algo persistente em nossas vidas.

Mudar isso hoje pode parecer impossível, mas não é! Às vezes, o que estava apenas faltando para você ser menos ansioso, é ler essa matéria completa sobre sintomas da ansiedade. 

Por isso, continue a leitura e descubra: o que é a ansiedade, quais são os seus sintomas, quais tipos de ansiedades mais comuns, medicamentos e tipos de tratamento.

Boa leitura.

O que é ansiedade

A ansiedade é uma resposta emocional natural do corpo a situações de estresse, caracterizada por sentimentos de preocupação, inquietação e nervosismo, podendo afetar o pensamento, comportamento e bem-estar físico de uma pessoa.

Dessa forma, ela já existe em nossa natureza humana e faz parte dos princípios básicos de nossa existencia. O problema é que o mundo evoluiu mais rápido neste dois últimos séculos, contudo o cérebro não.

Sendo assim, o que era apenas um disparo de ansiedade para sobrevivência, agora é algo totalmente persistente na vida de milhões de pessoas em todo mundo.

Leia também: Redes sociais, ansiedade e depressão

Sintomas de ansiedade

Sentimos ansiedade como uma resposta do nosso corpo a situações de estresse ou ameaça, ajudando-nos a lidar com esses momentos. No entanto, quando a ansiedade é excessiva ou prolongada, pode causar problemas. Os sintomas de ansiedade mais comuns são:

  • preocupação constante ou pensamentos negativos;
  • inquietação ou agitação;
  • dificuldade em se concentrar;
  • irritabilidade;
  • tensão muscular;
  • perturbações do sono, como insônia ou sono agitado;
  • fadiga;
  • problemas digestivos, como náusea, diarreia ou constipação;
  • palpitações cardíacas ou aumento da frequência cardíaca;
  • sudorese, tremores ou sensação de frio ou calor.

5 sintomas de ansiedade comuns no corpo?

Agora que você já sabe quais são os sintomas de ansiedade no corpo, é impórtantes saber que quando uma pessoa está ansiosa, ocorrem diversas reações no corpo como parte da resposta de “luta ou fuga”.

Sendo assim, essas reações ajudam o corpo a se preparar para enfrentar ou fugir de uma ameaça percebida. Algumas mudanças que ocorrem no corpo durante a ansiedade incluem:

  1. Liberação de hormônios do estresse, como cortisol e adrenalina, que aumentam a frequência cardíaca, a pressão arterial e a respiração.
  2. Aumento da tensão muscular, preparando o corpo para agir rapidamente.
  3. Dilatação das pupilas, permitindo que mais luz entre nos olhos e melhore a visão.
  4. Redirecionamento do fluxo sanguíneo para os músculos e órgãos vitais, o que pode levar a palidez, mãos e pés frios ou problemas digestivos.
  5. Estímulo do sistema nervoso simpático, responsável pela resposta de luta ou fuga, e supressão do sistema nervoso parassimpático, responsável pela resposta de “descanso e digestão”.

Quais são os sintomas de ansiedade social

Além da ansiedade normal, existem outros tipos de ansiedade como por exemplo a ansiedade social. Esta, é um tipo de transtorno de ansiedade caracterizado pelo medo intenso e persistente de ser julgado ou humilhado em situações sociais. 

Os sintomas incluem nervosismo, preocupação excessiva, evitar interações sociais, palpitações, sudorese, tremores, dificuldade em falar e desconforto gastrointestinal.

Sintomas de ansiedade grave e TAG

O Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) é um tipo de transtorno de ansiedade caracterizado por preocupações excessivas, persistentes e irracionais em relação a diversos aspectos da vida diária. Os sintomas mais comuns incluem:

  • preocupação constante e difícil de controlar com coisas rotineiras;
  • inquietação, agitação, podendo gerar pânico ou até delírios;
  • dificuldade em se concentrar, e incapacidade de realizaão de tarefas;
  • irritabilidade crônica ou até mesmo depressão;
  • tensão muscular, dores no músculos do pescoço;
  • perturbações do sono, como insônia ou sono agitado;
  • problemas gastrointestinais, como náusea, diarreia ou constipação;
  • palpitações ou aumento da frequência cardíaca além de pressão alta.

 

É importante ressaltar que os sintomas de TAG devem estar presentes por um período longo de tempo e ao mesmo tempo causam sofrimento significativo ou prejuízo para a pessoa.

Material de leitura importante: Ansiedade, cocaina e crack.

Ansiedade e depressão: qual é a relação?

Saber os sintomas de ansiedade é importante para distingui-la da depressão. Justamente porque a ansiedade e depressão são dois transtornos mentais diferentes

Mas, podem compartilhar sintomas semelhantes e, em muitos casos, ocorrem juntos. A relação entre os dois pode ser complexa, já que alguns sintomas se sobrepõem e podem influenciar um ao outro. 

Por isso, algumas das semelhanças e interações entre ansiedade e depressão incluem:

  • preocupação e pensamentos negativos: Ambos os transtornos podem levar a um ciclo de pensamentos negativos e preocupações excessivas;
  • dificuldade de concentração: Tanto a ansiedade quanto a depressão podem causar problemas de atenção e concentração;
  • perturbações do sono: Insônia, sono agitado ou dormir demais são comuns em ambos os transtornos;
  • fadiga e baixa energia: Tanto a ansiedade quanto a depressão podem levar à fadiga, exaustão ou falta de energia para realizar atividades diárias;
  • irritabilidade: A irritabilidade pode ser um sintoma tanto da ansiedade quanto da depressão, principalmente quando os pensamentos e preocupações são difíceis de controlar.

Embora compartilhem alguns sintomas, ansiedade e depressão também têm diferenças fundamentais.

Sendo que a depressão é geralmente caracterizada por tristeza profunda, perda de interesse ou prazer nas atividades, sentimentos de culpa e baixa autoestima, enquanto a ansiedade envolve preocupações, medos e sintomas físicos relacionados à resposta de “luta ou fuga”.

Mesmo que a depressão tenha alguns sintomas de ansiedade, não necessariamente está 100% relacionada à ansiedade.

Descubra a internação voluntária para pacientes homens muito ansiosos em clínicas

Como tratar a ansiedade?

Tratar a ansiedade pode envolver uma combinação de abordagens, dependendo da gravidade dos sintomas, das causas subjacentes e das preferências individuais. Algumas opções de tratamento incluem:

  1. Terapia: A terapia cognitivo-comportamental (TCC) é uma das abordagens mais eficazes para tratar a ansiedade. Outras terapias, como terapia de aceitação e compromisso (ACT) ou terapia interpessoal, também podem ser úteis.
  2. Medicação: Medicamentos ansiolíticos, como benzodiazepínicos, podem ser prescritos em casos de ansiedade aguda. No entanto, devido ao risco de dependência, eles geralmente são usados por curtos períodos. Antidepressivos, como inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS) ou inibidores da recaptação de serotonina e norepinefrina (IRSN), podem ser eficazes no tratamento de transtornos de ansiedade crônicos.
  3. Técnicas de relaxamento: Práticas como meditação, respiração profunda, relaxamento muscular progressivo e ioga podem ajudar a reduzir a ansiedade e o estresse.
  4. Atividade física: Exercícios regulares, como caminhar, correr, nadar ou praticar esportes, podem aliviar a ansiedade, melhorar o humor e aumentar a sensação de bem-estar.
  5. Mudanças no estilo de vida: Adotar hábitos saudáveis, como manter uma dieta equilibrada, dormir adequadamente e evitar álcool, cafeína e drogas recreativas, pode contribuir para a redução da ansiedade.
  6. Apoio social: Conversar com amigos, familiares ou participar de grupos de apoio pode fornecer conforto e ajudar a lidar com a ansiedade.

 

6 tipos de medicamentos para tratar os sintomas de ansiedade

Atualmente, existem inúmeros medicamentos que são importantes e que podem ser utilizados para melhorar e amenizar os sintomas de ansiedade. 

Claro que cada um deles é usado para diferentes tipos de ansiedade além de diferentes intensidades. Confira as 6 categorias de medicamentos mais comuns utilizados para tratar os sintomas de ansiedade:

  1. Inibidores Seletivos da Recaptação da Serotonina (ISRS): Esses antidepressivos também são eficazes no tratamento da ansiedade. Exemplos incluem fluoxetina (Prozac), sertralina (Zoloft), paroxetina (Paxil) e escitalopram (Lexapro).
  2. Inibidores da Recaptação de Serotonina e Norepinefrina (IRSN): Esses medicamentos atuam em dois neurotransmissores relacionados à ansiedade e depressão. Exemplos incluem venlafaxina (Effexor) e duloxetina (Cymbalta).
  3. Benzodiazepínicos: São sedativos que atuam rapidamente, geralmente utilizados para aliviar a ansiedade aguda. Devido ao risco de dependência, eles são usados com precaução e por períodos curtos. Exemplos incluem diazepam (Valium), alprazolam (Xanax), lorazepam (Ativan) e clonazepam (Klonopin).
  4. Buspirona (Buspar): Um ansiolítico não benzodiazepínico, a buspirona é usada para tratar a ansiedade generalizada. Tem menor risco de dependência em comparação com benzodiazepínicos.
  5. Beta-bloqueadores: Embora não sejam ansiolíticos primários, beta-bloqueadores como propranolol (Inderal) podem ser usados ocasionalmente para controlar os sintomas físicos da ansiedade, como taquicardia e tremores.
  6. Antidepressivos tricíclicos (ADTs): Esses medicamentos mais antigos também podem ser usados para tratar a ansiedade, embora sejam geralmente prescritos se os ISRS e IRSN não forem eficazes ou bem tolerados. Exemplos incluem imipramina (Tofranil) e nortriptilina (Pamelor).

Veja também: Atividades recreativas no Grupo Braços Abertos

Tratamento para os sintomas da ansiedade em clínicas de recuperação

Por fim, a ansiedade é uma resposta emocional natural do corpo a situações de estresse, mas quando se torna excessiva ou prolongada, pode causar uma série de sintomas físicos e emocionais. 

Assim, se você está enfrentando sintomas de ansiedade, é importante buscar ajuda profissional para avaliar e tratar adequadamente o problema.

Para te ajudar, nós do Grupo Braços Abertos e equipe Ache Aqui Clínicas temos recursos valiosos para ajudá-lo a lidar com a ansiedade. 

Nossas clínicas de recuperação oferecem apoio e tratamento especializado para pessoas que enfrentam transtornos de ansiedade e outras questões de saúde mental.

Não hesite em procurar esses serviços para obter o suporte e a orientação de que você precisa.

Se você ou alguém que você conhece está sofrendo com a ansiedade, não espere para buscar ajuda. 

Ligue agora mesmo para o Grupo Braços Abertos e o Ache Aqui Clínicas para obter informações sobre tratamentos e opções de apoio disponíveis. Elimine os sintomas de ansiedade e tenha uma vida livre de ansiedade e preocupações excessivas com qualidade de vida.

AUTOR: Renan Rugolo Ré

AUTOR: Renan Rugolo Ré

Analista de Conteúdo | Desenvolvimento SEO on/off page

Artigos Relacionados

Contato

Últimas Notícias

Cidades

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Rolar para cima