Por que a dependência química acontece?

Por que a dependência química acontece?

Muitos se perguntam o porquê a dependência química acontece, entretanto é importante salientar que como um transtorno psiquiátrico, é necessário entender outros aspectos importantes e questões ligadas à questões comportamentais e que posteriormente acabam por reincidir na substância ou droga de escolha.

Como sempre falamos em nossos artigos aqui em nosso Blog do Grupo Braços Abertos a dependência química foi realmente caracterizada como doença mental em 2001 pela OMS depois de muitos estudos. Ela é um transtorno, de cunho mental, assim como a depressão, síndrome do pânico, TAG, TAB e borderline.

Entretanto, é necessário entender as questões pertinentes por trás do apego com a substância, afinal, ninguém escolhe abandonar tudo como família, amigos, filhos, casa, emprego e etc; em prol à próxima dose. É necessário entender o comportamento de uso e outras questões substanciais.

Existe uma questão que é muito discutida entre os psicólogos que é sobre o comportamento adictivo, que é um tipo de comportamento que é impulsivo, obsessivo e compulsivo. É aquele comportamento que “quando você vê, já foi”.

Então, ele é presente não só na dependência química, mas na farmacodependência, na ninfomania, vício em compras, vício na web e outros hábitos de compulsão como transtornos alimentares graves onde há obesidade e bulimia.

Comportamento adictivo veio antes ou depois da dependência química

Sabe aquela expressão de quem veio antes, o ovo ou a galinha? Então neste caso quando se estabelece um parâmetro sobre o questionamento do porque a dependência química acontece muitos se perguntam se o comportamento adictivo veio antes ou depois da dependência química e a resposta é simples, ele veio antes.

Inclusive o comportamento adictivo ele surge em determinadas fases da vida onde há abuso ou quando o indivíduo não sabe lidar com certos sentimentos, e dessa forma, age de determinada maneira com o intuito de evitar a aparição de certas sensações desagradáveis e desconfortáveis cujas vai ter que lidar. É uma fuga, assim como a dependência só que já no próprio comportamento.

Por exemplo, é comum que crianças que tenham dificuldades de lidar com certas sensações desagradáveis tenham um comportamento adictivo associado a transtornos alimentares, por isso se fala tanto em obesidade infantil atualmente. Além do mais, por entrar no ciclo do comportamento, ou seja por exemplo: Comer em demasia, engordar, sofrer bullying, comer mais e engordar mais. Fomenta ainda mais tal ciclo.

Existem outros exemplos, como na fase do descobrimento, na pré-adolescência e adolescência, onde o indivíduo está se descobrindo, uma fixação por masturbação, é um tipo de comportamento compulsivo e obsessivo atrelado a sexualidade e que posteriormente pode evoluir para um quadro de ninfomania.

Respondendo a questão se o comportamento adictivo veio antes ou depois da dependência química, então como já sabemos ele veio antes. Mas o que a droga tem haver com isso? Você já ouviu falar que sempre substituímos um vício ou prazer por outro?

Apego na substância é uma maneira mais potente de cessar as sensações desagradáveis do mundo

Você já ouviu falar que quando alguém pára de fumar normalmente essa pessoa engorda? Sabe o porquê? Porque quando alguém para de fumar ela começa sentir mais o paladar, e sente menos prazer, porque a nicotina, assim como a cocaína e a cafeína atuam na mesma parte do cérebro onde gera prazer.

Então se você sempre está estimulando com prazer o córtex pré-frontal do cérebro, mesmo que em pequenas quantidades como a nicotina no cigarro, você se sente saciado, então não come. Quando você tira o cigarro, o seu corpo pede outras formas de sentir prazer e muitas pessoas recorrem à comida para ter saciedade, especialmente os doces.

Com as drogas é a mesma coisa, ter apego na substância é uma maneira mais potente de cessar sensações desagradáveis do mundo. Trazer esse comportamento que sempre fica nessa ambivalência de ser saciado com coisas, gestos, ações, compras e comida; ter a droga é algo descomunal.

A sensação que a droga traz é reconfortante, é prazerosa, é inesquecível, é maravilhosa. Mesmo corroendo a pessoa, família, amigos, vida pessoal, parte financeira, sonhos e etc. Entretanto, cessar esse comportamento é o que justifica o porque a dependência química acontece.

O desconforto de conviver com essas sensações são tão grotescas que encontrar uma substância que traga esquecimento momentâneo, mesmo que traga imensos prejuízos, é uma escolha óbvia para pessoa, sendo assim o apego na substância é uma maneira mais potente de cessar as sensações desagradáveis do mundo, aliás que o mundo gera.

A dependência química é sorrateira, ardilosa e lenta

Outro aspecto interessante que vale ressaltar nesta matéria é que a dependência química é sorrateira, ardilosa e lenta. Ela se instala lentamente e para entendermos o apego à substância é uma maneira mais potente de cessar sensações desagradáveis do mundo mas, tirando o crack, não acontece de uma hora para outra.

Quando a pessoa usa a droga, mesmo que inicialmente ao experimentar, ela cria uma apego inicial. Então se prova, uma, duas, três, e assim por diante. Demoram em média semanas e meses para se desenvolver esse apego. Às vezes, demoram-se anos para que essa corrente droga-indivíduo se estabeleça por completo.

Todavia, do mesmo jeito que a doença é um processo que envolve comportamentos adictivos e hábitos comportamentais e de pensar, e como o processo da dependência química é sorrateira, ardilosa e lenta, isso também dificulta o processo de recuperação. Deixando o longo, demorando anos para fazer com que uma pessoa entenda como é reprogramar o cérebro.

Porque as clínicas de recuperação são necessárias neste contexto de drogadicção

Quando citamos o porquê a dependência química acontece, vale ressaltar que pessoas que criam um vínculo muito forte com as substâncias, não conseguem deixar de parar com o uso, e desta forma literalmente se abandonam. Sendo assim tem um porque as clínicas de recuperação são necessárias neste contexto de drogadição.

É complicado, mas é importante entender que dentro de uma clínica, o assistencialismo é total, ou seja. Cuida-se da mente e do corpo conjuntamente e ambos saem ganhando. Então é importante que se entenda a necessidade de orientação psicológica e assistencial dentro destes centros.

Compare listings

Comparar

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.