Entenda Como é o Tratamento em uma Clínica De Reabilitação

Como É O Tratamento Em Uma Clínica De Reabilitação

É possível que as palavras clínica de reabilitação não sejam tão desconhecidas para você, e por inúmeros motivos.

Talvez, você alguém  que já precisou desse tipo de tratamento. Talvez conheça alguém que precise, ou talvez só tenha ouvido falar sobre mesmo.

Não importa o motivo.

Se você deseja conhecer mais sobre como funciona uma clínica de reabilitação, e como é o tratamento oferecido, continue com a leitura desse artigo até o final.

 

O que é uma clínica de reabilitação?

Assim como uma clínica de recuperação, uma clínica de reabilitação tem a função de auxiliar no tratamento para dependentes químicos.

Ela dispõe de técnicas e tratamentos especializados com profissionais, como médicos, psiquiatras, psicólogos, enfermeiros, psicólogos e outros profissionais da saúde, dispostos a facilitar o processo de melhora do paciente.

Elas podem ser indicadas para diversos tipos de casos de dependência química, sendo cada especializada em algum tipo de tratamento ou caso específicos.

Sendo assim, se você está em busca de uma clínica de reabilitação, procure conhecer em primeiro lugar, o tipo de tratamento que ela oferece, e como é o programa de recuperação dela, para que toda a sua necessidade seja atendida.

 

Como é por dentro da clínica

Cada clínica de reabilitação irá apresentar um tipo de acomodação, e de serviços a serem prestados, obviamente.

Porém, é possível falar sobre alguns desses serviços de uma maneira geral, como algo que quase todas elas oferecem.

Temos, como exemplo, o serviço de desintoxicação.

Ele ocorre através do uso de medicamentos, que visam diminuir os efeitos do vício, e da abstinência no paciente.

Outro exemplo de serviço, que pode também pode ser citado nesse caso, é o de acompanhamento psicológico.

Nesse caso em específico, há uma junção de diversos acompanhamentos psicológicos, técnicos e direcionados, para que o paciente possa melhorar em todos os sentidos, físico, mental, psicológico, e etc.

Em algumas clínicas, é possível encontrar serviços que englobam acompanhamento nutricional e atividades físicas também.

 

Quais são os tipos de internação que uma clínica de reabilitação pode oferecer para o dependente?

Existem alguns tipos de internação, que podem ser oferecidas para os pacientes que se encontram em dependência química.

São eles:

 

Internação voluntária

No caso de internação voluntária, o próprio paciente, consciente e por vontade própria, procura o tratamento em uma clínica de reabilitação.

Ele pode procurar essa ajuda diretamente com a clínica, ou através da mediação de parentes, mas precisa assinar uma declaração, que afirma que ninguém o obrigou a estar ali.

 

Internação involuntária

Na internação involuntária, como o próprio nome diz, o paciente não escolhe o tratamento, e chega à clínica de reabilitação por intervenção externas.

Nesses casos, a pessoa internada se encontra em um nível mais elevado de dependência, podendo colocar em risco a sua própria vida, e a vida daqueles com quem convive.

Com a capacidade psíquica afetada pelo uso excessivo de substâncias, o paciente deixa de ser responsável pelos próprios atos, não reconhecendo a situação em que está vivendo.

Dessa forma, ele passa a ser assistido por sua família, que intervém, assinando uma declaração de autorização, pedindo pela internação do mesmo.

É importante lembrar, que apenas pessoas com parentesco sanguíneo podem intervir nessas situações. Ou seja, cônjuges não estão nessa lista.

 

Internação compulsória

No caso de internação compulsória, o paciente será internado não por desejo dele, e nem de algum parente, mas por uma ordem judicial.

De uma maneira geral, essa ordem judicial é a representação da resposta do juiz, que concorda com o pedido de um médico, que apresentou a necessidade de intervenção e internação desse paciente.

Esse pedido pode sim ser feito pela família, mas essa não é uma regra.

A ordem judicial também pode representar uma medida cautelar, se o paciente cometeu algum crime ou delito sob o efeito de substâncias químicas.

Nesse caso específico, haverá necessidade de laudo médico que comprove a necessidade da internação do adicto.

 

Tratamentos possíveis em uma clínica de reabilitação

Cada clínica apresentará seus próprios métodos de tratamento, podendo oferecer diferentes soluções para cada caso singular.

Porém, é possível falar sobre alguns métodos possíveis, como:

 

Desintoxicação

O tratamento de desintoxicação realizado em uma clínica de reabilitação é feito com acompanhamento médico, e nunca pelo paciente sozinho.

Ele implica muita responsabilidade e conhecimento, para que seu resultado não seja contrário ao esperado, causando efeitos colaterais ainda mais indesejados.

De uma maneira simplificada, é possível definir o processo de desintoxicação, como um processo em que o paciente passará a receber doses menores da substância em que é viciado, até que o próprio corpo se acostume a ficar sem.

Esse tipo de tratamento é mais indicadas para pacientes que fazem uso de substâncias que afetam diretamente o sistema nervoso central, como as drogas psicoativas ou psicotrópicas.

Durante o tratamento, é possível observar reações diversas em cada indivíduo, podendo leva-lo a ações involuntárias de depressão à agressividade.

Sendo assim, um acompanhamento profissional é fundamental, pois pode evitar complicações físicas, psicológicas e sociais para o adicto.

 

Conscientização

No tratamento de conscientização, o paciente passa a aprender a lidar com aquilo que envolve o vício, de certa forma.

Ele aprende a compreender melhor os efeitos que ele pode causar em sua vida, e quais são os gatilhos que o levam a procurar por aquelas substâncias, podendo assim, evitar esses momentos.

As técnicas mais utilizadas para reconhecimento e conscientização, para uma melhora efetiva no tratamento do paciente, normalmente são as terapias cognitivo comportamentais.

Elas oferecem meios para que ele passe a adquirir novas percepções da realidade, criando habilidades e saídas para enfrentar melhor esses momentos, fazendo escolhas que os levem para o lado oposto ao vício.

Ressocialização

O período de ressocialização é um dos mais importantes após a internação na clínica de reabilitação.

É através dele, que o paciente poderá colocar em prática, tudo o que aprendeu em seu acompanhamento, podendo voltar à vida normal com mais confiança.

Conclusão

Agora, você já conhece a dinâmica de uma clínica de reabilitação e como ela funciona.

Com esse conhecimento, você pode repassar informações importantes a pessoas que podem ser beneficiadas pelo tratamento, e tranquilizar outras que ainda não têm o mesmo entendimento.