Como vencer a dependência química?

Como vencer a dependência química?

Como vencer a dependência química?

As pessoas pensam que a dependência de substâncias psicoativas acontece ou que simplesmente é uma fase, contudo como vencer a dependência química é uma das pesquisas realizadas nos mecanismos de busca periodicamente. Como algo que é uma fase pode ser enfaticamente pesquisado na internet? Será que a dependência de drogas e álcool têm cura?

A dependência química é considerada pela OMS como um transtorno mental, e que se não tratada, ao longo pode se tornar um problema social. O portador dessa doença começa a se apegar com a substância, e no processo de uso por conta da tolerância natural do organismo, não consegue ter controle quanto ao consumo, aumentando as doses. Deste modo, o vício afeta a vida psíquica, emocional, física e social.

Porém, com o passar do tempo, tudo é justificativa para usar. A substância literalmente assume o controle. Sentimentos como: felicidade, tristeza, raiva, angústia, medo, aversão, frustração, alegria, ciúme, paixão e “amor”; podem disparar inconscientemente o gatilho de uso de drogas.”

Ter um indivíduo dependente químico no âmbito da família, é trazer a droga como força motriz preocupações dentro de casa. Neste caso, a droga agora é problema de todos os integrantes e não apenas do dependente. Conjuntamente o comportamento do usuário de drogas em casa pode comprometer a estabilidade emocional de todos e deteriorar os pilares do amor, confiança e respeito.

Como exemplo de problemas sociais onde as drogas e os usuários são os protagonistas temos:

  • Formação de grupos de usuários próximos as “biqueiras”;

  • Aumento na criminalidade local;

  • Aumento da violência local;

  • Maior vulnerabilidade das pessoas por conta do tráfico;

  • Prostituição por conta da manutenção do uso;

  • Sexo sem proteção por parte dos usuários

  • Aumento na quantidade de indivíduos com DST’s

  • Número de assassinatos se elevam por conta de dívidas com o tráfico

  • Altas taxas de mortalidade infantil por conta de pais adictos

Realmente há como vencer a dependência química?

Com tantos problemas que permeiam os usuários de drogas, realmente há como vencer a dependência química? O que acontece é que o usuário ao longo do recurso terapêutico e do tratamento, aprende a lidar com a doença.

Como vencer a dependência química em termos técnicos não existe. Não se vence um leão que está preso, e que sempre está à espreita para sair da jaula, apenas se convive e o contém para sua própria segurança.

Realizar o tratamento medicamentoso, psicológico e psiquiátrico ajuda consideravelmente no projeto de recuperação. Pessoas que não precisaram da internação mas que fazem o acompanhamento com os profissionais da área da saúde, estão compreendendo a si mesmas e os problemas que geram gatilhos para uso.

O tratamento medicamentoso em conjunto com a psicoterapia, faz com que o indivíduo aprenda a mudar de hábitos de maneira saudável e com menos dor pela falta do narcótico. Há casos em que pessoas conseguem ter sucesso neste processo, porém, algumas necessitam da internação para conseguirem se afastar do narcótico ou álcool e ter êxito na reabilitação.

Independente da substância psicoativa, caso haja a necessidade de internação, entre em contato com o Grupo Braços Abertos ou o Ache Aqui Clínicas pelo telefone (11) 93744-7594 e fale com os nossos atendentes. Deste modo, independentemente do tipo de internação (voluntária ou involuntária) podemos ajudar no tratamento de pacientes usuários de drogas, e dar uma nova chance à vida longe dos narcóticos.

Lidando com o pensamento automático de uso de drogas

Para ficar longe das substâncias psicoativas é preciso que o paciente usuário, ao longo das sessões de terapia e uso de medicamentos, vá lidando com o pensamento automático de uso de drogas. Esse pensamento está ligado às emoções citadas no início desta matéria. Como dissemos, independente da sensação que o indivíduo sentir, automaticamente irá se remeter ao uso.

Por conta disso, quanto maior o tempo sóbrio da pessoa, menor será a fissura da droga e maior será o autocontrole. Deste modo, já que não há como vencer a dependência química, pelo menos se controla o pensamento automático de uso. Porém, cada um faz ao seu modo e com a sua maneira.

  • Espiritualidade na dependência química ajuda a controlar o pensamento automático

Espiritualidade, diferentemente da religião, nada mais é que uma propensão à busca do significado da vida por meio da decência, fé e transcendência. Utilizar da espiritualidade para treinar o autocontrole é primordial nos casos de uso crônico de drogas.

  • Conhecimentos sobre as drogas e a doença da adicção ajudam na manutenção da sobriedade.

“Você usou drogas? Qual? Durante quanto tempo?” Então, não seja um tapado com relação ao que você consumiu. Leia sobre, entenda os mecanismos que o levam a consumir. Entenda o pensamento que vem na sua cabeça e tente compreender se é realmente você que está pensando, ou se é a substância.

  • Depressão e Ansiedade estão ligados a dependência química?

Se você tinha dúvidas sobre como vencer a dependência química, saiba que a depressão e a ansiedade são frutos, e ao mesmo tempo motores do vício. Quanto maior o consumo de drogas como a cocaína, maiores são as chances de você ficar depressivo, justamente por conta do ápice de dopamina que é liberado no seu cérebro durante o uso.

O efeito “down” que posteriormente aparece como sensação é por conta da falta da droga. Além do mais, se a pessoa não fizer o uso durante um certo período, pode ser que a sensação de ansiedade apareça. Falta de sono, ou sono durante o dia também podem ser recorrentes, tudo depende do organismo.

Vencer a dependência química depende da sua força de vontade

Não deixe para depois, faça a sua parte agora mesmo e entenda que, para vencer a dependência química depende da sua força de vontade para com o tratamento. Quanto maior o foco no recurso terapêutico, acompanhado dos profissionais corretos e com apoio medicamentoso, maior serão as chances de melhora do quadro. Como resultado, um distanciamento das recaídas.

Todavia, se você está realizando o tratamento, mas tem episódios de recaída, pense no projeto de internação em uma clínica de recuperação. Entre em contato com o Grupo Braços Abertos e peça auxílio para um de nossos agentes técnicos.

AUTOR: Renan Rugolo Ré

AUTOR: Renan Rugolo Ré

Analista de Conteúdo | Desenvolvimento SEO on/off page

Artigos Relacionados

Contato

Últimas Notícias

Cidades

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Rolar para cima