Dependência Química

Como evitar a recaída das drogas

Entender a dependência química, os gatilhos que incitam as recaídas das drogas é um meio de prover conhecimento sobre o processo de reincidência do uso de modo a evitá-lo. Com essa matéria do Grupo Braços Abertos você pode descobrir como evitar cair na tentação do uso com dicas simples mas que podem mudar sua vida e fomentar o tratamento.

O que é a dependência química?

A dependência química é um transtorno mental onde o usuário é uma pessoa que faz o uso compulsivo e obsessivo de uma substâncias de modo a não ter controle, e que os prejuízos oriundos desse processo são limitantes para a saúde física e mental afetando a vida pessoal e profissional do indivíduo.

O que são gatilhos?

Gatilho é um termo utilizado dentro da área da psicologia para denominar um estímulo emocional causado no cérebro que ativa lembranças ou situações marcantes na vida de uma pessoa. Normalmente é associado a uma situação negativa como um trauma ou algo que remete à uma experiência ruim, mas também existem gatilhos positivos como lembranças e ligações afetivas. Em como evitar a recaída nas drogas é preciso conceituar a questão dos gatilhos primeiramente.

O portal Minha Vida fez uma publicação interessante sobre a questão dos gatilhos, onde a neuropsicóloga Tammy Marchiori através de um cenário exemplo, explica o que pode ser considerado um gatilho:

“Uma pessoa sofre um abuso sexual em uma festa. Anos depois, ao ouvir a música que estava tocando no momento do ato na mesma festa, relembra com detalhes de todo o processo, de modo a reviver toda a situação novamente. Isso pode ser uma forma de limitar a vida da pessoa.”

Quando trazemos os gatilhos para a questão da dependência química, a situação é ligeiramente delicada. Em Narcóticos Anônimos é incitado que a pessoa avalie os lugares, as pessoas e os hábitos que estejam correlacionados com o uso. Assim, identificando o seu gatilho poderá criar meios de não reincidir em todo ritual de uso da droga ou álcool.

Quais são os gatilhos de uso que influenciam nas recaídas?

São vários os gatilhos e situações que incitam uma pessoa a usar substâncias psicoativas. Afinal, cada pessoa se apega com a droga de uma maneira e isso é muito peculiar. Por mais que a dependência química seja uma doença com diagnóstico comum, o tratamento e a questão psicológica é única, o que torna boa parte da recuperação individual.

Uma das estratégias terapêuticas mais utilizadas no tratamento psicossocial daquele com problemas com drogas é a identificação do gatilho, objetivando evitá-lo ou driblá-lo. Mas antes de entendermos os gatilhos, precisamos lembrar que o cérebro da pessoa adicta está acostumado a fazer uma associação entre o uso de substâncias aliado a situações, lugares e hábitos. Assim, algumas situações do dia-dia podem incitar ou até mesmo estimular o gatilho pela droga de preferência, tornando a pessoa vulnerável ou propensa a recair.

O que é uma recaída?

O conceito de recaída é utilizado habitualmente no contexto médico para fazer referência ao retrocesso da saúde de um paciente afetado por uma doença específica. No portal Cuidados Pela Vida, especialistas sugerem que os sinais que indicam as recaídas são percebidos no comportamento do paciente.

Se trouxermos para a área da dependência química, em como evitar a recaída das drogas, o comportamento de uma pessoa que faz o uso da substância e que está em recuperação é diferente em comparação com uma pessoa que faz uso. Um paciente em recuperação e que faz acompanhamento terapêutico da sua doença tem chances maiores de enfrentar seus gatilhos e consequentemente lidar com situações que incitem o processo de recaídas.

Como evitar recair na droga de escolha?

O portal Marcelo Parazzi, um dos psicólogos renomados na área da dependência química define que para evitar cair na tentação das recaídas é preciso que o dependente não tenha algumas atitudes que incitam o processo, como:

  1. Não manipular nem se manipule

A manipulação é um comportamento normal na dependência química, então para evitar reincidir no uso é preciso transformar essa questão. Não se manipule e nem manipule outras pessoas. Enfrente esse processo e mude os comportamentos.

  1. Não minta

A mentira também é comum do usuário, principalmente para facilitar as recaídas. Se você mentir para si mesmo nunca conseguirá se recuperar, então transforme o comportamento sem manipular ou mentir.

  1. Continue o tratamento psicológico

É comum que usuários de drogas ou pessoas alcoólatras pensem em formas de facilitar as recaídas, especialmente no início do tratamento, então com o tratamento psicológico vale ressaltar a abertura com o terapeuta para tratar essa questão

  1. Comece a falar

Para que guarde sensações desconfortáveis se você pode se abrir e evitar o processo de recaída. Se abra com quem pode te ajudar.

  1. Pare de se vitimizar

Pare de se vitimizar, porque pessoas acreditam que são vítimas, justificam seus erros com atitudes irresponsáveis.

  1. Continue com os grupos de apoio

Frequente grupos de apoio para poder se abrir, trocar informações que possam te ajudar. E como evitar recaída das drogas, os grupos de Apoio como N.A. e A.A. são imprescindíveis.

  1. Peça ajuda sempre para não deixar-se recair

Sentiu dificuldades, peça ajuda. Lembre-se, para não deixar a peteca cair é preciso saber pedir ajuda para a sua rede de apoio. Então quando uma dificuldade aparecer, fale com quem você confia.

  1. Rotina e lazer são necessários

A rotina ajuda a manter o foco, mas o lazer proporciona descanso, conforto e ajuda na criatividade. Estar descansado é uma forma de, posteriormente , direcionar recursos e energias para o trabalho e consequentemente aumentar o foco.

As recaídas zeram o cronômetro da recuperação?

As recaídas das drogas zeram o cronometro da recuperação, ou seja, todos os dias limpos que você tinha serão perdidos. Contudo as recaídas são um processo de aprendizado. Para os que se esforçam em tratar da doença da dependência química as recaídas são uma forma de analisar gatilhos e não reincidir no uso novamente.

Evite recaídas: Grupo Braços Abertos

Se você não quer zerar o cronômetro da sua recuperação e quer continuar a se tratar, com o Grupo Braços Abertos você pode ter o tratamento especializado para seu tipo de dependência. Com as melhores clínicas conveniadas nas cidades de Laranjal Paulista, Cerquilho, Conchas, Cesário Lange e Tietê, você pode evitar reincidir no uso e progredir com o tratamento. Fale com um de nossos consultores e agende uma visita em nossas unidades, aqui o tratamento é altamente eficaz contra adição.

Renan Rugolo Ré

Analista de Conteúdo | Desenvolvimento SEO on/off page Copywriter para 3R Serviços Digitais

Publicado por
Renan Rugolo Ré

Postagens recentes

Vício em clonazepam: da medicação à dependência, como se livrar?

Vanessa, uma professora dedicada de 34 anos, nunca imaginou que por conta da correria do…

% dias atrás

O perigo da droga K9 e o caminho para a recuperação [guia rápido]

No universo das substâncias ilícitas, uma nova e perigosa ameaça tem emergido, conhecida nas ruas…

% dias atrás

Remédio natural para ansiedade: opções seguras e eficazes [GUIA]

Remédio natural para ansiedade: chás, alimentação, sucos e tecnicas simples que podem mudar seu estilo…

% dias atrás

Este Website usa cookies

Saiba mais